quinta-feira, 28 de março de 2013

Felicidade compartilhada



Ultimamente , com essa moda de compartilhar tudo nas redes sociais, tipo o facebook, o povo anda perdendo um pouco o senso da própria privacidade, expondo fatos da vida que não interessam a mais de 300 contatos. Aliás, passou de 100 , eu já acho que é gente demais compartilhando a minha vida.
Antes de entrar no facebook, eu tive um perfil no Orkut que foi literalmente devastado por intrusos, gente curiosa, gente estranha, gente fofoqueira e tudo mais que se pode imaginar. E olha que eu só tinha uns 100 contatos. Até cantada de lésbica eu levei. Nada contra, mas não é a minha praia.
Naquele tempo eu não tinha a minima noção do quanto era nocivo expor tanto assim a nossa vida. A pior coisa que eu fiz foi compartilhar fotos de um momento muito particular e feliz da minha vida. Fotos e mais fotos de tanta felicidade. Não deu em outra. As pessoas começaram a opinar, criticar e a invejar um momento que era mágico demais para ser verdade. Eh, eu estava vivendo um sonho, e na verdade nem eu estava acreditando.
Energias, eu creio muito em energias. Elas são poderosas, tanto as boas como as más, e a inveja é um sentimento de uma energia muito baixa, mas ao mesmo tempo muito potente. Muitas vezes ela aparece sem querer, inocentemente, sem intenção alguma, mas já faz estragos no mundo invisível. Basta publicar fotos de viagens , de um namorado novo, belo e rico ou fotos normais do seu dia-a dia em que você vive se dando bem em tudo.
Agora imagina mais de 300 pessoas te invejando! É energia demais para se administrar em uma ùnica e simples rede de relacionamentos. A energia se propaga , seja ela virtual ou não. Basta um simples pensamento coletivo . Não acredita? Então começe a.  testar a inveja alheia no seu perfil agora mesmo.
O ser humano è capaz de ser muito solidário quando alguém está na pior, mas para muitos, a sensação de solidariedade vem camuflada com uma sensação de superioridade, do tipo: - Coitado, eu vou ajuda-lo. Eu posso!
Na situação da inveja é ao contrário, causa um sentimento de inferioridade: - Porquê só ele pode?Eu também posso!
Então, muito cuidado ao compartilhar a sua vida nas redes sociais. Creio ser muito importante manter a mesma postura que temos fora das redes sociais. Você não sairia na rua contando para mais de 300 pessoas detalhes da sua vida intima . Contaria?

3 comentários:

Minelinha... disse...

èèèèè amiga!!! è vero, meu perfil no orkut tinha ate o Pedro Alvares Cabral!!! Dai que tive que deletar nè? Concordo com vc em genero, numero e grau!! Melhor camuflar! Beijuss e boa pascoa!

Viajante disse...

Amiga, no teu orkut tinha até o homem aranha...rs

Julio Cezar D Ramos disse...

e aí camila tem chocolate em forma de ovo aí no japão?