sexta-feira, 22 de março de 2013

Morrer de trabalhar no Japão



Compreender várias linguas é realmente uma grande vantagem em certos momentos. Como eu entendo razoávelmente o italiano  eu procuro sempre ler notícias e blogs nesta lingua, às vezes também em espanhol. Infelizmente o meu inglês ainda não saiu do bàsico, mas seria interessante também. Poder consultar o google em várias línguas sobre o mesmo assunto. Não é fantástico?
Ontem eu estava lendo um artigo sobre a filosofia de vida japonesa, a partir do ponto de vista de um italiano que vive no Japão, ou viveu, porque a nota é antiga. Porém, o ponto de vista dele é clarissimo com relação a filosofia do Japão em relação ao trabalho.
Bom, todo mundo sabe que aqui no Japão, o povo japonês praticamente não tem uma vida social muito equilibrada em função do excesso de dedicação ao trabalho. Em primeiro lugar o trabalho , o resto é resto. Esta é a mentalidade japonesa que ainda não mudou, apesar da crise mundial ter deixado muitos japoneses com mais horas livres para o lazer. Por consequência, menos dinheiro no bolso.
Voltando ao artigo do site italiano, o texto falava sobre o excesso de trabalho dos japoneses e alguns casos de suicidio por stress. Parece que existe até um manual para o suicida! Coisa de louco!
Para a sociedade japonesa, morrer de tanto trabalhar é visto como algo digno, porém conseguir a indenizaçào por excesso de trabalho é algo indigno, ou falta de respeito com os seus empregadores. Na verdade o japonês é muito "cagão" e não sabe reclamar pelos seus direitos. Segundo o site italiano, dentro da cultura japonesa, é preferível sempre demonstrar uma aparência de cansaço por excesso de trabalho do que aparentar estar bem. Nem que seja fingindo cansaço.
Pedir folga ou férias remuneradas para viajar ou coisa do gênero também não é muito bem visto. È sempre bom dizer que vai cuidar da saùde ou que tem algum parente que faleceu ou que está por falecer, ou inventar algum falecimento na familia. Pedir liçenca por trabalho também tem lá alguns detalhes a seguir. Nunca devemos demonstrar alegria ao poder tirar licença do trabalho por questão de saúde. É preciso antes de tudo pedir mil desculpas ao chefe pelo incoveniênte e demonstrar uma certa tristeza por não poder trabalhar. Enfim, fingir, isto é muito necessário por aqui.
Pensei em traduzir a pagina da web italiana, mas o texto é longo demais , e eu não posso ficar à tôa na frente do computador ne! É indigno ter tanto ócio! Então aqui vai o link  http://www.vice.com/it/read/morire-di-lavoro-karoshi-giappone?fb_action_ids=10151289203810194&fb_action_types=og.likes&fb_source=aggregation&fb_aggregation_id=288381481237582

2 comentários:

Julio Cezar D Ramos disse...

bah imagina ter amigos nessa situação...o ambiente de trabalho deve ser tenso! Acho que por isso os jovens aí não devem (querem) amadurecer nunca..Abração e te cuida!

Viajante disse...

Eh verdade Julio, os jovens japoneses de hoje são muito vazios . Parece que perderam as referências do Japão de seus pais, ou preferiram esqueçer!
Um abraço, evassim que eu puder ( estiver com o meu netbook funcionando) , vejo o teu mapa. Com o ipad nao da!