domingo, 20 de março de 2011

Japão, um país de heróis


Hiro Onoda, um oficial da inteligência japonesa que atuou na Segunda Guerra Mundial como segundo tenente na ilha de Lubang nas Filipinas , foi aquele famoso guerrilheiro japones que se recusou a acreditar que a guerra havia terminado e permaneceu combatendo inimigos por cerca de 30 anos após o fim da segunda guerra mundial. Hiro Onoda foi ovacionado como herói ao retornar ao Japão após render-se oficialmente ,mesmo sendo 30 anos após o fim da guerra.
São personagens como Hiro Onoda que fazem a população japonesa orgulhosa de seus heróis e a seguirem os seus exemplos. Atualmente os novos heróis do Japão são os 50 de Fukushima. A equipe técnica da TEPCO -Japan que se expôs a altas doses de radiação para controlar as usinas nucleares que estavam super aquecidas após o terremoto/tsunami na região de Sendai.
Estes são apenas alguns heróis japoneses que o ocidente costuma chamar de "kamikaze" , que colocam em risco a sua própria vida em prol da nação. Esta é a mentalidade japonesa.
Hoje estive pensando nos heróis anônimos japoneses. Aqueles jovens, crianças , ou até mesmo idosos que já presenciaram e vivenciaram tantas catástrofes naturais .Tiveram tantas perdas em todas as esferas da vida e ainda assim conseguem sorrir e esconder a sua dor.
Deixo registrado aqui o meu profundo respeito a dor da nação japonesa que perdeu mais de 15.000 vidas no ultimo terremoto /tsunami ocorrido na região de Sendai.

Um comentário:

Ana Lúcia disse...

Minha reverência tbm, Cammila! Só para registrar, pois não é nada fácil mesmo. Aqui no Brasil acontecem as tragédias anunciadas, aquelas que com investimento do dinheiro publico onde é de direito seriam evitadas. Aqui tem culpados de carne e osso...
Aí no Japão é a mãe natureza q não perdoa. E as pessoas renascem, mesmo com razões suficientes para não.
Lindo seu post!
Beijocas e minha admiração a vc tb,pelos relatos francos;)