domingo, 26 de abril de 2009

japonês não gosta de perfumes

Se você um dia pensou em abrir um negócio no japão que tenha a ver com perfumes e aromas,já vou avisando que é falência na certa.Melhor investir em comida,de preferência uma peixaria ou coisa do gênero.
As mulheres japonesas não tem cheiro algum e os homens japoneses normalmente tem cheiro de bolôr de tatame no verão e naftalina no inverno.São pouquissimos os japas que usam algum perfume ou colônia após barba que tenha um aroma agradável.Aliás,a coisa mais dificil de se encontrar por aqui é um shampoo ou sabonete que tenha um aroma concentrado.Os amaciantes de roupas,detergentes e sabão em pó também são iguais,de um aroma suave.
A única coisa que os japas usam muito são os aromatizadores de banheiros.Mas por que será que usam tanto esses aromatizadores no banheiro?
Todo" toillet "tem esse negócio.Será que é porque não suportam também o próprio aroma fecal?
Nós brasileiros somos admirados e cheirados por todas as outras raças que vivem por aqui.Temos a fama de sermos cheirosos,e algumas pessoas dizem que quando se acerca a um brasileiro ou brasileira já dá até pra saber a origem brasileira por causa do cheiro agradabilíssimo e perfumado que sentem.Mas para os japoneses e japonesas nós brasileiros somos fedidos.
Desde quando colônia após banho da Boticário é fedido,ou óleo desodorante de amêndoas da Natura?
Já me chamaram de fedida porque eu usava um perfume femenino da Bulgari.Imagina então se eu inventar de usar o perfume Gucci que eu comprei na Itália?Com certeza vão ficar enojados com o meu cheiro fétido de perfume italiano.
Oh!raça desgraçada!

11 comentários:

Criska disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

É, esse povinho é difícil mesmo.

Cristina Sousa disse...

Olha, eu não sou brasileira mas, moro no Brasil à 4 anos, então acho que posso falar sobre a "cheirosidade" dos brasileiros.
É verdade que quase nunca encontrei um(a) brasileiro(a) cheirando a CC. A preocupação com o mau cheiro no Brasil é nota 10. Ao contrário do que acontece na Europa por exemplo, onde às 9 horas da manhã, dentro do ônibus, você já leva com o cheiro de cebola direto no nariz. Tive até um professor que era francês na faculdade e assim que eu abria a porta para entrar na aula, vinha aquele vapor entorpecente das axilas do professor. O jeito era sentar do lado da janela e inspirar profundamente de minuto a minuto, para não morrer sufocada.
Mas, voltando ao Brasil, às vezes os brasileiros também são de extremos. Tem momentos em que vou na rua e o tanto de gente que usa perfumes tão intensos (e de qualidade duvidosa), dá até náuseas. E no ônibus é cada um com um perfume diferente e fortíssimo, e eu ali com rinite alérgica, no meio daquelas nuvens de cheiros. Acho que o ideal seria não cheirar a suor, mas optar por perfumes com cheiros bem suaves e leves, até porque nem sempre a intensidade é sinônimo de cheirinho agradável.
Pelo menos, essa é a minha humilde opinião. Espero não ter ofendido os brasileiros, de quem eu gosto muito.
Bjooo!

Viajante disse...

oi Cristina ,

Este post eu escrevi a alguns anos atrás, já mudei de idéia em relaçao aos japoneses...:-)
e para dizer a verdade, creio que eles é que estão certos...nada de exageros. Aqui, até sabonete tem um cheiro muito suave, apesar de eu gostar mais dos sabonetes brasileiros . Quanto aos europeus...depende de que região...eu nunca senti mau cheiro na suiça, mas a Itália do sul ë meio suspeita...
Amiga, se vc nunca pegou um trenzao lotado no Brasil com o povo cheirando a CC logo pela manhã, vc é sortuda ....eu sempre digo que no Brasil não dá para generalizar...tem de tudo
bjsss

Anônimo disse...

Oi, "viajante"...Eu estava fazendo uma pesquisa sobre aromas, perfumes e essências asiáticas quando tive a má sorte de parar aqui! Você, que se diz uma viajante,espiritualista em busca de algo inatingivel:a perfeição humana!, É, você foi infeliz, muito infeliz no seu comentário tão racista e preconceituoso em relação aos japoneses.Imaginei que teria outras observações mais "aproveitaveis"a fazer, sendo o Japão um país tão rico em sua cultura, culinária, enfim...Dizer que os japoneses são uma raça desgraçada e que fedem a bolor e naftalina?! Nossa!!Se vc odeia os odeia tanto assim oque faz aí! Aliás, viajante, de 2009 a 2014 já são 5 anos e o que faz ainda aí.E suas viajens à Itália, etc e tal?Tá estacionada até agora em um país de pessoas "fedidas"! ? aff, perdi meu tempo aqui! Ah, só uma dica, a perfeição humana não é algo inatingivel assim, podemos tentar chegar perto.Como? observado o que há de melhor na raça humana.Perfeição não se resume em exalar odores de perfumes da Gucci,Bulgari, etc..., mas sim em respeitar o próximo seja qual raça for, em enxergar as pessoas como nossos semelhantes e não como amostras de perfumes ambulantes! É só minha humilde e simploria opinião e triste por lembrar que existem pessoas assim como você, tão racista, tão mente vazia.

Viajante disse...

Eu não costumo responder comentários de anônimos, mas vamos lá!

Este post eu o escrevi quando estava muito estressada na convivência com japoneses preconceituosos que diminuem os brasileiros à " nada" por se sentirem superiores. Não foi e não é preconceito, pq eu vivo aqui, conheço a cultura, sou filha de japonês, e para se ter pre- conceito, é preciso desconhecer sobre o assunto. Eu conheço todas as virtudes e invirtudes desta raça. Ponto!
Se vc ler mais acima em um comentario mais recente eu digo que mudei a minha opinião sobre os japoneses, foi apenas um periodo asfixiante da minha vida em que tive que enfretar muito preconceito e diferenças culturais. Vivendo e aprendendo, hoje não sou mais tão crítica assim em relação aos meus ante-passados, aprendi a respeita-los e a fazer com que eles me respeitem também.
Este blog apesar de público , é pessoal. Aqui eu escrevo todas as emoções que vivi, e releio os posts antigos como se fosse um diário. Nada a ver com preconceito.
Observe que este post é bem antigo....muitas águas rolaram
Um abraço!

Anônimo disse...

EU sou japonês e concordo com vocês, mas temos que considerar as sua vertentes a razão e o aprendizado.

Anônimo disse...

Existe um princípio básico para o Japonês não usar perfume....é o do respeito ao outro, pois este pode ser incomodado. Já pensaram nisso?

Viajante disse...

Desculpe, mas não penso que seja o caso. Japoneses costumam ter muito respeito na convivência com outros, sem dúvida alguma, mas a questão dos odores eu creio que seja mais pelo clima exageradamente umido no verão e seco no inverno com ventos fortes. Os odores se fazem notar muito mais. Eu mesma já não suporto mais perfumes europeus . No verão é bem pior, umidade à margem dos 90% . Não dá para suportar perfumes com tamanha umidade no ar.

Vanusa de Oliveira disse...

Eu gosto mais do cheiro do sabonete que fica na pele do que usar perfume. Dosodorante sempre! O Brasil é muito quente e aí mistura suor com perfume e fica uma coisa terrível. Uso pouquíssimo perfume só no frio, porque você nunca sabe quem vai te chamar de "gambá", vide minha irmã que é alérgica. No Japão tem sais de banho?

Alessandra Moraes disse...

kkkkkkkkkkkkk ri muito com seu comentário cheiro de bolor com naftalina e entendi que deveria ser parte de um momento stressante, me fez até lembrar um livro onde as férias da personagem começava mal e no processo de adaptação as coisas melhoravam um pouco, os japoneses pode soar bem arrogantes, tbm sou filha... enfim estava pesquisando sobre quais perfumes agradam mais os orientais, e de certa forma minha pergunta foi respondida rsrs abraços feliz 2017

Anônimo disse...

Por isso eu só passo perfume na roupa e não no corpo. No corpo eu só passo um creminho de leve pós banho