sábado, 22 de janeiro de 2011

Solitude

De pernas pro ar, o meu notebook no colo e muita leitura.Adoro.


Casa limpa e perfumada com velas aromáticas e sachês de lavanda . Eu mereço.
Um bom cozido bem no estilo japonês. Pena que queimou.


Quase todos os meus finais de semanais tem sido assim, em solitude, que não quer dizer solidão. Muito pelo contrário é um momento de extrema paz e tranquilidade onde busco estar comigo mesma para repôr as energias e fazer somente coisas que me dão prazer ,ou não fazer nada. Essa é a melhor parte da minha solitude . Preocupações zero, ninguém chamando, apenas o silêncio que nos convida a prazerosos momentos de relaxamento e reflexão.
Adoro sair e ver gente interessante, jantares , shows ,passeios, estar com gente amiga e divertida, receber amigos em casa, mas gosto muito mais de estar em casa, e de preferência sozinha. Não poderia jamais viver em paz e tranquilidade se as energias que pairam no ar não são compatíveis com as minhas. O nosso lar é o nosso refugio, o nosso santuário.
Acho que nunca mais poderei viver em paz sem os meus momentos de privacidade total a casa. O que que eu faço?Tô virando monja?Nem tanto.
Descobri que a paz interior por muitas vezes só pode ser atingida com um certo grau de isolamento. Tempo suficiente para repôr as energias. Gente buzinando na orelha me estressa, e gente calada sem expressão também me cansa. Necessito do meu momento "privacy" tanto como necessito de água para sobreviver, e das minhas máscaras de hidratação.
Se somos capazes de despender 2 horas por dias em uma academia barulhenta e cheia de gente, deveriamos ao menos lembrar de repôr as nossas energias essenciais (as da alma) e individuais ao menos uma vez por semana. Eu mereço.

5 comentários:

Rudinei disse...

Olá,
sempre que posso dou uma lida no teu blog, pq as vezes vc consegue expressar bem oq eu penso...
Tbm gosto de passar os finais de semana curtindo a mim mesmo...
Até penso em morar(depois de me aposentar) num país onde respeitem mais a individualidade das pessoas.
Gostaria de saber de uma pessoa, como vc, que mora num país de cultura contrária à nossa, se isso seria bom. Como nao li todos os teus posts, nao sei se no futuro vc pretende morar no Brasil. Ou vc tem uma dica de "pais ideal" para morar? :)
Se puder me dá umas dicas rsrsr. bj (ruhfloripa@hotmail.com)

Viajante disse...

Olá Rudinei,
Primeiramente obrigada por acompanhar o meu blog e tirar algum proveito dos meus "momentos" de alucinação e de racionalidade,um verdadeiro mix...rs
Quanto a questão de querer viver "de vez em quando" em solitude, penso que é necessário sim...nem sempre estamos 100% bem ,ou em um nivel espiritual satisfatório pra viver relações sanas com as pessoas.Então, o jeito é ficar um pouco com sí mesmo.Bom...eu penso assim.Posso estar enganada...rs
Quanto a viver em um país que tenha mais a ver com você...isso depende da sua situação econômica...rsrs
Eu adoraria viver na Polinésia ,por uns 6 mêses e depois 6 mêses também em uma grande metrópole,ou 6 mêses em São Paulo e 6 mêses em algum país da Europa.Gosto do jeito de ser e da cultura europeia...enfim...depende,meu caro amigo.O importante não é "!aonde"...é com "quem" ,ou com "que" mentalidade vc se identifica.
Boa sorte e Bjs.

Rudinei disse...

Olá,
Concordo com vc, tbm gosto da cultura europeia. Mas como tenho uma amiga no Japão, acabei ficando encantado com as coisas que ela me fala, porém, lendo teu blog, confesso que estou vendo o outro lado, e isso me deixou indeciso sobre o que seria bom para mim... Gosto de lugares onde respeitem a individualidade das pessoas, mas parece que aí é demais né heheh.
Muito bom viajar nas tuas idéias :)
Cuide-se aí! Bjs

daniela disse...

Saudaaaade do seu Red apato! kkk
beijO!

Viajante disse...

Tá com saudade é?Então vem uai...só de férias, e por um mês .Você eu deixo...rsrsrsrs
Saudades.